© 2016 por Sakai Serviços de Psicologia e Palestras

Joana d'Arc Sakai Psicóloga e Palestrante CRP 06/18972-2 - tel: 11 5667 3183 - email: sakaijoana@gmail.com - Rua da Paz, 1.601 - cj 404 - Ch. Sto. Antônio / Rua João Pedro, 302 - Interlagos

  • Facebook Social Icon
  • Google+ Social Icon
  • YouTube Social  Icon

Lição de casa: uma prática necessária

January 5, 2016

  A lição de casa é uma prática instalada na rotina escolar e algumas vezes, causa preocupação e desconforto aos professores, pais e alunos. É uma atividade que representa uma oportunidade de auto-aprendizagem, auto-conhecimento, reflexão, expressão e crescimento pessoal do aluno. Não deve ser entendida como uma repetição mecânica e descontextualizada de conteúdos ensinados, mas aos significados atribuídos ao conteúdo estudado, pela capacidade adquirida para poder compreendê-lo, pelo seu uso nas situações de vida, pelo envolvimento que se pode ter com o objetivo de estudo em si. O gosto pelo estudo é adquirido quando o aluno experimenta o desejo de conhecer e o que isto lhe traz de crescimento pessoal.

  A lição de casa deve ser proposta para todos os dias da semana. A quantidade dependerá de fatores que variam muito de uma criança para outra, como: rotina diária de casa, horários para levantar e dormir, solicitação de amigos e vizinhos para brincar, atividades esportivas e culturais, supervisão de adultos na organização da rotina, motivação para o estudo, autonomia para o trabalho. Enfim, fatores que interferem na quantidade de tempo que a criança dispõe para realizar a tarefa de casa e na qualidade com que as realiza.

  Aos professores cabe, diariamente, o trabalho de planejar tarefas adequadas e interessantes referentes aos conteúdos trabalhados em sala de aula, para que o aluno as realize sozinho. A seguir, tem-se a correção, a devolutiva ao aluno, revisões àqueles que apresentam dificuldades em realizá-las ou ainda, aos que não fazem por motivos diversos.

  Para os pais, a lição de casa serve como referência do próprio filho. Para alguns, é uma tarefa e não sobra tempo para outras atividades. Para outros, é pouca tarefa, que é realizada em 10′ e acriança não adquire hábitos de estudo. Pode, também, não ter a qualidade desejada seja porque é fácil demais, sem desafios ou porque a criança não consegue fazê-la sozinha, necessitando de ajuda, o que nem sempre é possível, pois as novas metodologias de ensino podem não ser do domínio dos pais, assim como a sua falta de tempo.

  Para os alunos, a lição de casa, muitas vezes, gera desconforto. Alguns apresentam uma necessidade de corresponder à ideia de que só serão aceitos pela professora se suas lições estiverem completas, corretas e perfeitas, causando-lhes ansiedade e sofrimento. Há alunos que não se permitem errar e, portanto, não se permitem tentar, ousar, levantar hipóteses, pensar e fazer conforme aquilo que pensou. São alunos que precisam da certeza de que sua resposta é aquela que, supostamente, a professora está esperando. Outros fazem da lição de casa um pretexto para ter a presença e atenção dos pais, apresentando uma suposta falta de autonomia, já que em sala de aula realizam sozinhos atividades semelhantes. Temos também, alunos que apresentam dificuldade com a organização de sua rotina diária e esquece de fazer ou trazer a lição.

  A lição de casa, assim como o trabalho realizado em sala de aula, deve servir a este propósito e, para isto, uma atitude é fundamental: que os adultos, pais e professores, estabeleçam uma relação com o conhecimento, que seja coerente com aquilo que esperam da criança, ou seja, o desejo pelo conhecimento, o hábito de estudo e a leitura, também precisam estar presentes na vida das pessoas com as quais a criança convive.

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Video inaugural "Saia da fogueira com Joana d'Arc Sakai"

January 12, 2017

1/3
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo